A minha, a sua, a nossa segurança!*


Nos últimos dias, em todos os veículos e meios de comunicação, falou-se muito sobre a (in)segurança de crianças e adolescentes no mundo online.


Seja pelos desafios tenebrosos divulgados pelas redes sociais (e que só submergiram para os adultos agora mas que são moda entre os mais novos há muito tempo), seja pelo seriado "13 reasons why", que dividiu opiniões ao redor do mundo, segurança de crianças e adolescentes na vivência online entrou na pauta de conversas, programas de tv ou correntes de whatsapp.


Aqui no Digital+Legal este assunto é constante, já que ajudamos, através da educação digital, escolas, famílias e empresas a se relacionar com segurança, ética e produtividade no universo online.


Mas porque estou trazendo para o LinkedIn, onde o foco é corporativo, um assunto aparentemente mais relacionado às redes sociais de entretenimento?


Por que, a alguns dias, passei a desenvolver um trabalho de educação digital para empresas na prevenção ao ransomware, infelizmente cada vez mais presente em pequenas, médias ou grandes corporações.


Independente do porte da operação ou da área de atuação da empresa, o ransomware provoca estragos e desgastes que poderiam ser, em grande parte dos casos, evitados com o básico da educação digital.


Sabe aquela atitude aparentemente inocente e incontrolável, quase curiosidade mórbida, em abrir um link dentro de uma mensagem, sem ao menos se interessar por saber se a origem da mensagem é segura, confiável, coerente?


Essa atitude é o que conecta uma empresa, vítima de ransomware, com as crianças e adolescentes, vítimas de desafios como o da Baleia Azul. Essa atitude tem um nome: ingenuidade digital. Sim, chamo de ingenuidade mas posso chamar de desconhecimento ou despreparo.


"O fato é que, desconhecer as consequências dos atos que praticamos na internet, como ela funciona e como deveríamos estar atentos quando transitamos online, tem produzido prejuízos enormes e completamente desnecessários".


A ingenuidade estar presente no comportamento de crianças e adolescentes é, de certo modo, justificável. Ok! Já nas empresas, a ingenuidade pode ser fatal para a sua sobrevivência.


A boa notícia é que maturidade, tanto para crianças e adolescentes como para empresas, pode ser atingida com orientação, conscientização e educação. Neste caso, educação digital.


Tomara um dia consigamos transitar mais livres pelo mundo online e criar uma cultura de segurança, ética e liberdade produtiva para todos.


Bom feriado!


*texto publicado originalmente no LinkedIn em 20/04/2017

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Instagram Social Icon
  • Facebook Basic Square

Siga a gente:

© 2017-2020 Digital + Legal

  • YouTube - White Circle
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon